terça-feira, 12 de junho de 2012

EU PENSO ASSIM...



Aprendi que duas pessoas discutindo, não quer dizer que se odeiam.
Que duas pessoas felizes, não quer dizer que se amam.
Que o mundo dá voltas e a vida é uma sequência de desafios.
Que algumas feridas saram, outras não.
Que quem vive do passado é museu. Que quem vive do futuro, não vive, Sonha.
Que com a pessoa certa, uma vida é pouco tempo. Que com a pessoa errada, um minuto é muito. Que mesmo acompanhado, ainda posso estar só.
Que caráter vem do berço, não se compra. Que Amor não se exige, se dá.
Que meus amigos eventualmente vão me machucar, são humanos.
Que um ato pode mudar toda uma vida. Que nem toda uma vida pode mudar alguns dos nossos atos. Que o importante pra mim, não é pra outros e isso não é defeito.
Que a decência é uma prática diária. Que humilhar é a pior das covardias.
Que a capacidade de amar é nata, não depende de terceiros.
Que a beleza está nas boas coisas da vida,até nas mais simples. Que tudo muda para melhor ou para pior mas muda.
Que nada é pra sempre, então aproveite enquanto dure!
SEJA FELIZ POR VOCE! E NÃO PELO OUTROS! FELIZ DIA DOS NAMORADOS!

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Corpo de criança que acordou no próprio velório será exumado HD

<script>

CRIANÇA DE 2 ANOS ACORDA DURANTE O PRÓPRIO VELÓRIO!

ESTOU IMPRESSIONADA COM ESSA HISTÓRIA> A Polícia Civil investiga o caso de um menino de dois anos que acordou durante o próprio velório em Icoaraci, distrito de Belém (PA). O garoto foi dado como morto pelo Hospital Abelardo Santos. A causa da morte foi insuficiência respiratória, broncopneumonia e desidratação.

Durante o velório, na madrugada do sábado (2), o pai disse que a criança acordou e falou que queria água. Antes disso, parentes do garoto chegaram a comentar que parecia que ele ainda respirava.

Leia mais notícias de Cidades

A família levou o menino até uma unidade de saúde próxima ao local do velório, mas a criança já teria chegado à unidade morta. De acordo com o pai, Antônio Santos, o médico fez uma nova avaliação e garantiu que realmente o menino estava morto.

Ele foi enterrado no fim da tarde do sábado. A família tentou adiar o sepultamento para ver se ele levantava novamente. O pai conta que o menino estava com pneumonia e teria tido uma parada cardiorrespiratória durante a noite, quando já estava no hospital. O atestado de óbito mostra que ele faleceu às 19h40. O hospital ainda ajudou no funeral da criança, já porque a família não tinha condições de pagar pelos custos do enterro.